Home » A Equipa » História

História

FUNDAÇÃO E HISTÓRIA

O UBIPharma foi fundado em 2006 aquando do primeiro ano de funcionamento do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, demostrando o espirito empreendedor, pró-ativo e de associativismo dos seus estudantes. Inicialmente foi apenas formada uma Comissão Instaladora sendo que, a 27 de Fevereiro de 2008, surgiu a primeira Direção do UBIPharma. Sob a Direção de Tânia Amoroso (1º Presidente da Direção), desde então por aqui já passaram 10 Direções:

2007/2008 – Frederico Logarinho

2008/2009 – Nuno Pinto de Castro

2009/2010 – Nuno Pinto de Castro

2010/2011 – João Barata

2011/2012 – João Barata

2012/2013 – Rita Bastos

2013/2014 – Sofia Maximiano

2014/2015 – Catarina Almeida

2015/2016 – Raquel Bento

2016/2017 – Gonçalo Paulo

O UBIPharma está representado:

  1. Faculdade de Ciências da Saúde da UBI
  2. Associação Académica da Universidade da Beira Interior (AAUBI) – Concelho de Núcleos
  3. Associação Portuguesa de Estudantes de Farmácia (APEF)
  4. European Pharmaceutical Students Association (EPSA)
  5. Como membros da APEF, também estamos representados na Federação Internacional de Estudantes de Farmácia (IPSF)

O UBIPharma tem como objetivos primordiais:

  • Representar os estudantes de Ciências Farmacêuticas da Universidade da Beira Interior e defender acima de tudo os seus direitos e interesses
  • Promover a formação cívica, desportiva, recreativa, educativa, cultural e científica dos seus membros
  • Promover o curso de Ciências Farmacêuticas na Instituição Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior, divulgando a sua dinâmica e solidez.
  • Proporcionar intercâmbio de conhecimento científico, pedagógico, ético, moral e cultural entre as diferentes associações/núcleos de estudantes de Ciências Farmacêuticas.

A equipa é atualmente constituída por dois órgãos: A Mesa da Assembleia Geral de Membros e a Direção do UBIPharma, onde figuram 5 departamentos.

VISÃO INICIAL E ATUALIDADE

Ao longo dos anos, o UBIPharma tem realizado inúmeras atividades de várias índoles, destacando-se a vertente científica com a realização das I e II Jornadas Ibéricas de Toxicologia, o I Congresso Anual do UBIPharma; a vertente cultural com a realização do Sarau Cultural que já vai para a sua IV edição; e inúmeras atividades de caracter pedagógico e social que contribuem para a formação académica e pessoal de todos os estudantes do MICF.

Os últimos 8 anos têm sido de crescimento para o UBIPharma que hoje assume uma posição não só a nível local, mas também a nível nacional, nomeadamente com a participação nas atividades da Associação Portuguesa de Estudantes de Farmácia, e a nível Internacional com a entrada da European Pharmaceutical Students Association.

Para os próximos anos os objetivos do UBIPharma são ser mais e melhor, continuar a trabalhar em prol dos seus estudantes, estreitar ligações com toda a comunidade docente e não docente da Universidade da Beira Interior e afirmar-se no seio da comunidade das Ciências Farmacêuticas a nível nacional.

FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

A forte consciência da necessidade de um salto qualitativo no desenvolvimento dos Recursos Humanos nos domínios da Saúde motivou a aprovação Governamental da criação de mais duas Faculdades de Medicina no País. Ficou, no entanto, desde logo estabelecido que os projetos candidatos teriam que apresentar alterações profundas no curriculum médico permitindo, assim, renovar o ensino da Medicina em Portugal.

Em conformidade com essa disposição, a Universidade da Beira Interior lançou-se em mais um grande desafio e apresentou uma candidatura para um projeto inovador da Licenciatura em Medicina, projeto esse que foi aprovado pela Resolução do Conselho de Ministros nº 140/98 de 4 de Dezembro. Nele propunha-se o desenvolvimento de modelos inovadores de formação, pautados por padrões científicos, pedagógicos e assistenciais de elevada qualidade, em que também a articulação com as unidades de prestação de cuidados de saúde seria assegurada por um modelo organizacional diferente e inovador.

Com base nos pressupostos enunciados, foram delineadas três diretrizes para a metodologia pedagógica a praticar na Faculdade de Ciências da Saúde:
– A criação de um modelo pedagógico que substitua o sistema de ensino “tradicional”, de adição de cadeiras, por um sistema de ensino integrado, baseado no estabelecimento de objetivos e recorrendo, sempre que possível, à aprendizagem baseada em problemas;
– Ênfase na aprendizagem por parte do aluno, em detrimento dos processos que conduzem ao “armazenamento” de informação. Assim, no binómio “ensino-aprendizagem” é imprescindível colocar ênfase na aprendizagem, entendendo o ensino como um sistema para a facilitar;
– Controlo continuado da metodologia pedagógica.

A criação da licenciatura em Ciências Farmacêuticas na Universidade da Beira Interior, surge em 2006, contemplando uma nova organização de unidades curriculares, devidamente ponderada e vocacionada para o estudo e desenvolvimento das temáticas atuais neste domínio.

Atualmente o Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade da Beira Interior conta com 268 alunos, recebendo por ano letivo uma média de 50 novos alunos.